29/11/2005

**

We are going away for a long vacation. Thank you for your visits and we hope you have a MERRY CHRISTMAS and HAPPY NEW YEAR....

27/11/2005

Filha de Immigrantes

An American friend from London sent me a list entitled Forty Things in the Life a Portuguese Child. The list was made for those children born to Portuguese immigrants. I am part of a generation that grew up in the 1970´s to parents who came from little Portuguese rural villages to a country where everything was strange and big. We learned along with our parents a new language and way of life, while still preserving their old way of life. The life our parents left behind in Portugal.

For me, being a first generation born American is sometimes not knowing who you are but knowing you are someone different. It is thinking that I am different but loving that difference just the same. It is being the same but appreciating the uniqueness in everyone. It is thinking that everyone is like me but not everyone likes the way you think and do things. Then at some point in life realizing that you would not want it to be any other way.

(Some of the) 40 Things in the Life of a Portuguese Child (born in the USA)

1. You ate sopa de coves for dinner at least three times a week, and every Sunday.

2. You were as tall as your grandmother by the age of seven.

3. Your mom´s main hobby was cleaning.

4. You were surprised to find out that wine was actually sold in stores. (All of our fathers made wine at home.)

5. You thought that killing the pig each year and having torresmos, morcella, linguica, and hanging the dead pig from the ceiling was absolutely normal.

6. You never ate meat on Christmas Eve (Consoada) or any Friday for that matter.

7.You were beaten at least once with a wooden spoon or broom.

8. You have at least one relative who came over on "the boat".

9. You have at least six male relatives named Tony, Frank, Joe, or Louie.

10. You had a drink of wine before you were a teenager.

11. You were pinched under the arm in church by your mother.

12. Your grandparent´s furniture was as comfortable as sitting on plastic. Wait!! You were sitting on plastic.

13. You thought talking loud was normal.

14. There was a crucifix in every room of the house.

15. You couldn´t date a boy without getting approval from your father. (if you could date and he had to be Portuguese.)

16. You were anxious about taking your lunch to school. (It usually smelled different from other kids....must have been the "panados.")

17. Every condition, ailment, misfortune, memory loss and accident was attributed to the fact that you didn´t eat something.

18. You knew how to translate a letter for your parents by the age of seven.

19. And finally.......even the family dog understood Portuguese.

Thanks, Fatima.

**

25/11/2005

Made in Portugal -11 (Portuguese Do it Best ;))!

Com Natal a espreitar:

Original Ideas for Christmas Shopping:

(Na fotografia) (Photograph)... Recebi numa encomenda (por supresa) os ainda mais lindos ao vivo, postais do Ricardo. Postcards and illustrations and artwork.

Os também lindos postais destas 3 artistas Portuguesas. Christmas postcards and other beautiful handmade gifts.

Todos estes postais são tão bonitos que dão para moldurar e oferecer como quadros...todos illustrações originais pelos artistas.

As lindas bonecas da Patricia . Beautiful Handmade Dolls. As obras de arte em malas da Dubla. Beautiful handmade bags.

A nossa prima também comecou uma loja on-line dos seus trabalhos. Needlecrafts. Boa Sorte, Sónia.

Tudo feito à mão em Portugal e presentes unicos. Todos vendem as suas obras on-line e enviam pelo correio. Tambem tem à venda em varios pontes do país. Há um mundo de artigos por descobrir!

All of these products are hand made by artists in Portugal. All available for purchase on-line!

23/11/2005

Postais Antigos de Trajes Saloios

Edição A.V.L.-Lisboa Costumes de Portugal

O MINHO...VIANA DO CASTELO e BRAGA em postais antigos.

Graças à Sandra lembrei-me que tinha comprado estes e outros postais antigos, todos de costumes Portugueses. Sempre gostei do "folclore" Português. E os trajes de cada região são bonitos e unicos.

18/11/2005

Associação Coração Amarelo

As luzes de Natal estão quase a ser inauguradas em Sintra e a musica de Natal ouve-se nos grandes centros. O Natal está proximo. Que bom!

Falei esta semana com a Elisabete da Associação Coração Amarelo e ela informou-me que a venda de Natal vai acontecer de 28 Novembro até 3 Dezembro aqui:

Venda de Natal da Associação Coração Amarelo

28 Novembro até 3 Dezembro

Rua do Carmo,15

1º Esq.

Lisboa

Todos os fundos da venda revertem para fazer um almoço para os idosos e comprar uma lembrança para aqueles que não tem literalmente ninguém para quem passar esta altura do ano.

A mantinha e a Saloinha com a pequena Maria (parabens Raquel e Ricardo!) vão estar lá para ajudar. "Aceitamos tudo que se possa vender neste tipo de vendas." Tambem podem mandar artigos para venderem para esta morada ou entregar ao proprio aqui :

Associação Coração Amarelo

Rua Projectada A, à Rua Sousa Lopes, loja 10-C

1600-207 Lisboa

Telefone/Fax 217950055

Email coracaoamarelo@oninet.pt.

Horas de abertura:

Segunda à Sextas : 9-13h00 e 14h-17h

Esta associação em coloboração com a Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Lisboa e a Santa Casa da Miséricordia de Lisboa ajudam idosos com mais de 65 anos que vivem em solidão.

Quando era estudante fazia voluntariado com Little Brothers-Friends of the Elderly em Boston. Visitava os idosos, dava lhes boleias aos almoços da associação ou ao medico, etc. Hà anos quando vim para Portugal também comecei a mais o Luís a formação com o Coração Amarelo mas com o tipo de trabalho que temos faltava nos o tempo. Mas hà outras maneiras de ajudar.

Se estiverem em Lisboa essa semana é dar um passeio ao Chiado e visitar estas maravilhosas pessoas que fazem parte deste muito necessário projecto.

Boas compras!

+/- 30 Minutos

Mais um "pasta dish" por pedido da nossa prima, Susana. Servi esta massa num jantar de amigas à dois ou trés anos e este passado fim de semana a Susana relembrou-me essa noite em que reuni boas pessoas para as melhor conhecer. Esta receita talvez não seja exactamente iqual porque perdi a tal daquela noite. Esta massa é baseado numa "Greek Pasta" e normalmente é feito com queijo feta (um queijo Grego). Como não encontrei feta naquela noite usei queijo "Palhais" de cabra que tem um forte sabor como o feta. A Susana relembrou-me isto tambem. Desta vez uso metade "Palhais" de cabra e metade "Saloio Regional" com um sabor mais suave porque é mistura de varios leites.

As azeitonas, tomates, oregões, e limão dão o resto do sabor Mediterraneo. Bom Aproveito, Susana!

1 pacote de massa de preferencia

1 pimento vermelho cortado aos cubos

1 cebola grande cortada aos cubos

Muitos dentes de alhos (ao seu gosto)

azeite

1 lata GRANDE de cogumelos (tirar agua)

4 -6 tomates maduros cortados aos cubos

1 lata pequena de azeitonas pretas sem caroço

1/2 queijo "Palhais" ou queijo de leite de cabra cortado em cubos.

1/2 queijo cortado em cubos (+) para povilhar no fim "Saloio Regional" ou um queijo de preferencia

oregões

sumo de 1/2 limão

1. Cozer massa.

2. Em 2-3 colheres de sopa de azeite deitar a cebola, alho, pimento vermelho. Deixe lourar 2 minutos.

3. Adicionar cogumelos, tomates. Deixe cozinhar 3-4 minutos.

4. Adicionar azeitonas, queijo, oregões e deixar cozinhar até derreter o queijo.

5. Numa travessa ponha a massa e depois por cima o molho. Povilhe com o sumo de limão e depois com mais queijo.

6. Servir.

13/11/2005

Just a Normal Weekend

Passear aqui. Lisboa é uma das cidades mais lindas...

Vi este filme que deixou saudades de Boston e que começa assim: "Someone once said,"There is a big difference between failure and fiasco." O que resta é uma linda estória de love.

Ver fotos de Taiwan e de uma amiga na casa de uma nova e interessante amiga.

Almoço com família de Coimbra.

Falar com a família que está longe de mim.

Fazer saloinhas.

Entusiasmo para uma nova semana!

09/11/2005

Made in Portugal-10

Hand Beaded Basket from Ponte de Lima, Portugal.

Fiance´s Handkerchief (Lenço de Namorados) from Ponte de Lima, Portugal. (olá Leonor!)

What´s in a Name?

Um dia vamos ter que "baptizar" a nossa casa com um nome. Este nome já é utilizado por um chalet na Estefânia, Sintra. Tem haver comigo, mas.....

....acho que o Luís não ia nessa, Vanessa!

PS. Raquel se leres isto só tenho que dizer que quando referes a tua casa como "Casa Amarela" acho que é perfeito. Sonda-me feliz com um ar que convida a amizade....como tu e o Ricardo! E agora sera que é 2+1? ;) Marcar chá ASAP. (as soon as possible), please.

07/11/2005

FNE

Travanca, Serra da Peneda, Portugal

Agora que o frio regressou, a minha condição de FNE tambem fêz o mesmo.

I really should not be complaining. I moved to Portugal on November 5, 2000 so I just celebrated my fifth year living here in this beautiful country. Before coming here, I was a nurse at Massachusetts General Hospital. Specifically, a burn trauma nurse. I feel bad for L. because when it comes to illnesses he has to be really suffering from his flu or cold to get my attention. I think this is because when you work as a nurse you see a few things... I loved being a nurse.

FNE ou Frio Nas Extremidades não é uma condição para se ter, se vives em Sintra. Mas eu sou de Boston onde os invernos são ainda mais duros de suportar. E eu gosto do inverno! Devia estar habituada. A nossa casa é uma daquelas que está fresca no verão e ainda mais fresca no inverno. Mas FNE deve ser um defeito genético. Os meus pês, mãos e nariz estão quase sempre gelados e portanto eu estou quase sempre com frio. O L. é o oposto, sempre de mãos quentes e pés com boa circulação. Um sortudo. Por isso ele quis sempre viver em Sintra...estava preparado geneticamente.

Ainda bem que ele não é como eu, nem nunca foi enfermeiro. Tem pés quentes e coração também. E isso garante que os meus ficam tostados quando é preciso.

Ainda assim, não queres mudar para Belize?

Vila Costa, Colares Portugal

all photos are courtesy of L. Pereira

L. has no problem in taking the road less traveled. On his visits to Boston and in our travels in Portugal we are constantly discovering things because we turn on the road that looks small but leads to big things. Since our house will need renovations soon, L. is always on the lookout for other homes undergoing construction.

This house on the road from Sintra to Colares is actually a house we looked into buying. But there were 2o "herdeiros" and that scared us a bit. Now, five years later it is finally getting the attention it deserves. Unfortunately, the wood decoration around the "telhado" is gone but hopefully the true essence of the house will be preserved.

The pictures speak for themselves in showing the glorious methods used to build these beautiful Portuguese Chalets.

Vila Costa, Colares Portugal

Floors Hydraulic Cement Tiles (picture 2)

Vila Costa, Colares Portugal

Ceilings and Colors!

05/11/2005

Ser Saloia...

Detalhe de um painel de azulejos da Fabrica Sant ´Anna de Lisboa. (Restaurante Regional, Sintra, Portugal.) Daqui tirei a definição da palavra saloio. do Ár. çahroi, do campo s. m., camponês dos arrabaldes de Lisboa; fig., rústico; grosseiro; finório; velhaco; adj., diz-se de uma qualidade de pão e de outros produtos dos arredores de Lisboa. esperteza -a: esperteza ardilosa A minha mana commentou que não sabia se gostava de ser uma saloinha. (Éla é uma das trés irmãs saloias que fiz abaixo). Este poste é dirigido a ela! Intressante que as origens são Árabes. O termo antes de ganhar a caracterização daquela pelo qual é geralmente conhecida (tipo parolo(a) como disse uma nova amiga virtual do Minho) é denominar habitantes dos arredores de Lisboa ou seja eram gentes do campo, muitas das quais forneciam produtos agrícolas aos habitantes de Lisboa. Não sabia que saloia tambem descreve algo de esperteza . Ora bem, sou mesmo uma saloia!

02/11/2005

Sou Pimba...

Carnaval 2004. Sometimes, I feel like I should be talking or writing about something important like the blanket I am making for Coração Amarelo this Christmas. How about the state of the world , the lack of funding for education, the environment or how there should be more women in postions of power in this country. But I will leave that up to the experts to talk about or maybe I will talk about these things eventually for whoever cares or wants to listen. I don´t know about you but sometimes I need a break from all the seriousness of the world. Why the preface? Get to the point. Well, you see the other morning I realized that I am pimba. That´s right, pimba. Tacky as we americans would say. I realized this when while here at work with L. he mentioned to me that he could not for the life of him get out of his head, The Chicken Dance song. You know the one: Passarinhos à bailar com o rabinho a dar a dar dah dah dahhh piu piu piu piu Well L. was very annoyed because he must have dreamed with the the song and that morning could not get it out of his head. When he mentioned it I confessed that I used to dance that song all the time at parties, weddings, etc. in Massachusetts. My rabinho actually deu deu deu at many dignified occassions. L. just looked at me and tried to get me to deny this and made me swear that I would never aknowledge this in public. I said "O que, o que é que eu fiz?????" Then he just came over and out of pity I guess gave me a hug. I married a Pimba..... O que, o que é que eu fiz????