16/10/2010

Há projectos de vida, há sonhos, há a vida. Há os altos e os baixos. Existe as fachadas e depois há a verdade. Há dor. Há trabalho e o prazer. O tempo passa e esqueçemos quem somos ou talvez nunca soubemos quem eramos. Há coisas pequenas e grandes, a grandeza e a pequenez. Há vigor. Maldita ferrugem nas articulações e cérebro. Os acontecimentos da juventude, a meia idade e da velhice. Há tudo, nada, o nada, nada menos, nada mais, e às vezes mais alguma coisa. Muitas vezes.

Depois, há o espaço onde posso ir para coser uma manta caótica de retalhos em português e um boneco de linho em honra do «Eusébio». E pronto.

4 comentários:

SZ disse...

lindo texto mary! jinhos. sonia

vera disse...

gosto dessa manta caótica !
e quanto ao eusébio, que bom que alguém pensa nele - eu penso nas tantas lontras que matam aqui no canadá, uma carnificina, quando será que acaba ?

umademim disse...

que lindo texto....lind, lindo

saloia disse...

obrigada xoxox