27/08/2010

fresca

Os meus pais passaram uns dias em Sintra comigo e o Luís. As obras da Casa Azul ainda perduram e contamos com pelo menos mais um ano para estar tudo acabado. Tem sido penoso, especialmente no meio da abertura e durante a habituação ao novo ritmo do Saudade. Mas sobrevivemos até agora com a ajuda de muita gente e boa vontade. Os meus pais trouxeram 2 X 5 litros de agua lá da aldeia. Antes quando iamos à aldeia eu e o Luís carregavamos garrafões para trazer agua connosco. É tão boa. Sabe bem e é fresca. Limpa e dá vigor. Agua, a minha bebida preferida. Agua da aldeia da minha avó que corre perto da casa dela. Bebo a agua e mato o bicho. Mato a saudade.

4 comentários:

Flora Maria disse...

Como eu costumo dizer, Mary, eu vivo ao contrário de grande parte das pessoas: nasci numa grande cidade e mudei para o campo. O resultado disso é que HOJE eu tenho água pura de mina no meu quintal ! Quando viajamos para outras cidades, levamos nossas garrafas dessa água boa e pura.
Fico até um pouco constrangida, mas meu marido reclama da água das cidades, cheia de cloro.

Aproveite bastante essa água fresca dos seus pais, pois isso é a maior riqueza que existe.

Beijo

méri disse...

Olá Mary.
Há dias escrevi-lhe em e-mail para o mail que encontrei no flickr. Embora não tivesse sido devolvido, não estou certa que tenha recebido.
Penso que me esqueci de dizer que não tenho qualquer interesse financeiro sobre o assunto que lhe expus. O meu interesse é mostrar a quem nos visita lugares bonitos e interessantes como é a sua Saudade, muito diferente do que se mostra nos circuitos turísticos.

Ah! também trago sempre água da mina da aldeia do meu avô, bem mais perto, ali para os lados de Braga :)

As Musas/Ter para Dar disse...

Minha querida Mary, tu és como a água da aldeia da tua avó, pura e simples.
Um beijinhos

xuxudidi disse...

A água é um bem tão precioso!
Corre águas nas nossas fontes, dizem os entendidos que não é própria para consumo. Na verdade e desde sempre, a gente da minha aldeia enche cântaros daquela água. Não se dão por convencidos com a água que corre nas torneiras, esta não é natural!