15/03/2010

i miss you ...eu sei, eu sei, não é saudade...

Hoje comecei a chorar no meio do trabalho. Estava irritada, nervosa, stressada. Era o cançaso e agora começo a culpar a idade, mas o mais provavél foi o cansaço. Estou velha, gosto de dizer. A minha mãe gosta de dizer. "Quando tinha a tua idade, trabalhava em dois trabalhos, depois acordava às duas da manhã para fazer o jantar para o teu pai que trabalhava as noites ....até parecia que voava, nem no chão ponha os pés...e tinhavos a vocês as trés..." (com um ano de diferença entre eu e as minhas irmãs.) Penso nela tantas vezes. Agora falo menos com ela ao telefone para Boston. Ou porque estou na azafama do trabalho ou passa e tenciono falar para ela o dia a seguir. Os dias fogem a correr, não os consigo apanhar jamais.

Quando estou cansada sou torcida e tenho mau feitio. Talvez até sou assim quando não estou cansada...? Sou uma perfecionista cheia de erratas e sou desorganizada. Sou má gerente e só o meu trabalho serve de exemplo para os outros. Exigo muito, mas ninguem é perfeito. Hoje, é segunda feira. Acho que posso culpar as segundas feiras porque os fins de semana são muito exigentes no nosso café. Deve ser a ressaca.

I miss my family, e noto que procuro os sinais de saudade. De manhã perto do Saudade oiço as rolinhas a cantar e vejo as a voar por ali até aqui. Antes, quando a minha avó tomava conta de nós em casa dela, e para nós comermos, dizia "come minha rolinha, come". Se tivesse de dar um nome a um restaurante meu seria este, Come Minha Rolinha, Come. E hoje de carro passamos o lugar onde se encontra uma padaria que se chama "O Bicho". Comecei a dizer a palavra como diria a minha tia Rosalina, com quem eu nunca teve uma relação muito próxima. Ela era de Boimo, Cabana Maior e pronunciava por exemplo a palavra bicho não como beeshoo, mas, beetcho ou tchuva, ou melhor, tchuba. Tenho saudades dela, I miss her.

Lá estão eles em Boston e lá vivem a sua vida. Eu cá, a minha. Neste dia de segunda feira em que arrasto os meus pés queria praticar o meu mau feitio com eles A minha mãe não teria simpatia pelo meu cansaço, a minha avó mediria os meus pulsos com a mão dela e achava me magra demais (quem me conhece sabe que sou rechonchuda) e a minha tia falaria com aquela voz aguda...e falaria....e falaria de tudo e todos...

26 comentários:

sofiab disse...

És tão linda, Mary! Grande post, falaste bem de saudades... Beijinhos grandes da Sofia a norte. :-)

Virgínia disse...

É muito bom ler-te ... dá vontade de pedir para que não pares :)

rita disse...

eu também já tive muitas saudades da minha família, felizmente agora estamos mais perto. pode ser que algum dia o mesmo te aconteça.
ah, e também tenho uma tia rosalina (irmã da minha mãe) e às vezes (muitas) choro sem razão aparente.
és tão bonita mary, por dentro e por fora.

Flora Maria disse...

Lindo e sensível texto, Mary...
Quem sabe não foi o cansaço o responsável por esse desabafo tão terno e saudoso ?

Também já sofri muito de saudade, quando minha irmã foi morar distante de nós. Era uma dor tão doída..

O tempo ajuda a curar, ou a remediar, mas, de tempos-em-tempos, ela volta com força e faz nascerem esses textos lindos como o seu de hoje.

Beijo, menina-velha.

Sandra Pereira disse...

Ilove you so much.
Dói-me tanto que te doa.
SP

maman xuxudidi disse...

Lindo, lindo, lindo Mary. Adoro o teu testemunho sobre os teus genes.
Mas não há como o cansaço para parar. É tão importante para o nosso bem estar. E nessa altura tenho a certeza que vais conseguir te aproximar da gente de quem tantas saudades tens.
Sabes? Também tenho muitas saudades tuas:)

Anónimo disse...

Tao bem escrito. Sabes dizer tudo o que nos, na tua situacao, sente. Tenho muitas saudades das nossas conversas. Beijinhos da Fatima.

Tereclopes disse...

Gostei muito deste post, aliás como de todos, mas este está particularmente especial...
As saudades desgastam e o trabalho também.
Mas vamos lá ter calma...relaxa com o trabalho que só te vai fazer bem. Vê se consegues uns momentinhos para ti e para telefonares para matar essas saudades de "colinho" dos teus familiares que estão longe. Temos que abrandar quando sentimos que é preciso é muito importante mesmo para as mulheres minhotas... e chora quando te apetecer lava a alma...
Muito obrigada por esta maravilhosa partilha de sentimentos que fizeste connosco.
Beijinhos linda Mary

Anónimo disse...

Força Mary! Beijinhos da Goldilocks e meus.

By Deva disse...

E de repente descobri-te e adorei ler-te e ficava a ler ainda mais...

Joana BFS disse...

Tambem eu tenho saudades! Identifico-me muito com o teu blog! As saudades quanto a mim sao boas! Quer dizer que temos muita gente e lugares queridos no nosso coração! Por isso mesmo também comecei a blogar!
Vou vir aqui mais vezes!

Fipas disse...

Que lindo texto... sinto que que algumas frases são "minhas", que delícia de leitura! Um beijinho e parabéns pelo blog... vou seguir e visitar essa Saudade onde ando para ir há tanto tempo...

Ana Anselmo disse...

Gosto muito do seu blog, tem qualquer coisa de muito especial e poético na maneira como escreve e deixa a sua forma de ver as pequenas (mas grandes) coisas que nos rodeiam.
Em tempos encontrei aqui a referência às chitas de Alcobaça e uma loja, penso que perto de Alcobaça que vendia estes tecidos. Só que agora não encontro em lado nenhum...será que me pode dar essa indicação.
Desde já o meu obrigada
Ana

zarah disse...

*******

Débora disse...

Abraços Mary e também tenho saudades :)

Rita disse...

Beijinhos Mary. I too miss you. A lot. Descansa! Beijinhos a todos

Frances disse...

Dear Mary, I feel for you. I turned 40 last year and find things harder too...

My heart is with you, querida amiga.

xxoof.

Coisas d`Ela disse...

como me identifico..

Anónimo disse...

Adorei a frase "... praticar o meu mau feitio com eles..."
Eu tb tenho mau feitio ;)
Lindo postonsoc.

GISA disse...

OI, primeiroa vez que venho a seu blog, amei o geito que escreve, e como dá sentimento verdadeiro quando falas.Naõ sou boa em escrever, mas tenho saudades de muitas coisas tb..minha familia está longe, vejo-os de vez em quando, sinto mais falta de minha mãe. Vou vir sempre aqui, quando puder..abraços.

Busymom115 disse...

Hi,
can you please contact me? I have an aunt named Rosalina from Boimo, Cabanamaior and I wonder if it's the same person.

saloia disse...

well how do i contact you?

ana ventura disse...

Tal e qual...Eu também sou assim. Não és a única. Obrigada por partilhares.
Um abraço nosso!

Ana Anselmo disse...

nunca tive nenhuma resposta....:( ´:( :(

Ana Anselmo disse...

Nunca recebi nenhuma resposta....porquê? :(:(:(

saloia disse...

Desculpe Ana!
Tenho essa informação
a loja fica em Turquel
http://saloia.blogspot.com/2007/03/confeces-regionais.html

passou e nunca mais me lembrei de procurar!

beijiho
Mary