04/05/2008

rodilha

Gosto de cordões. Gosto de elos. Há um tipo de fio na ourivesaria que se chama malha de cordão. É muito comum e muito utilizado para segurar os berloques de filigrana nos trajes minhoto (e não só). Os fios de malha de cordão com 2 metros, chamados simplesmente cordões ou trancelins, são «embrulhados» à volta do peito da minhota e às vezes têm de ser seguros com alfinetes para separar os berloques. O peito torna -se uma peça de arte.

Já usei o ponto cordão (não sei se é assim que se chama) para fazer o cabelo para as bonecas que faço e agora usei para fazer esta rodilha para a Teresa que gosta muito de tricôt. O meu cordão é feito de crochêt. Não é nada especial de fazer, é o básico. Gostei do efeito.

14 comentários:

Tereclopes disse...

Eu também gosto, vou querer uma para mim, vou enviar-te um mail.
Beijinhos Mary

saloia disse...

:)*
ok Teresa

ana lebre disse...

Que linda! quero uma

Beijinhos

Patrícia disse...

Olá
Sou brasileira, artesã, e sempre passeio por aqui. Tenho uma curiosidade enorme em saber o que é uma rodilha...
Abraços

disse...

Sim, ficou linda a Rodilha... Parabens!

Alix disse...

I like it too :-)
the sun is shining here.
hope it is there too

isabel disse...

Está linda, linda, linda! E se é a Teresa que eu penso (que tricotou o teu lenço), não podia ser mais adequado.
Na "muche" Mary!

saloia disse...

Patricia

http://saloia.blogspot.com/2008/03/rodilha.html

aqui uma pequena descrição do que é uma rodilha

Mary

Sonia Luisa disse...

Quando se aprende a fazer crochet, o "cordao" e a primeira coisa que se ensina :)
Foi assim que comecei, e a minha mestra foi a minha avo materna :))

Vera João disse...

cordão é mais comum, mas há quem lhe chame corrente. Resultou muito bem na rodilha!

Neftos disse...

o cordão é a única coisa em crochet que sei fazer. :(
gosto muito dessa rodilha

Carla M. disse...

Também comecei pelo cordão.
Foi um domingo à tarde enquanto via a Heidi.
Lembro-me que o entusiasmo era tanto que fiz metros de cordão, até acabar com o fio!!

:))

sara aires disse...

É assim mesmo, das coisas nada complicadas de fazer como o ponto cordão/ corrente/ cadeia/ básico... que nascem complexas maravilhas como esta. Está magnífica Mary!

viajante disse...

Da rodilha lembro-me , no concelho da Pampilhosa da Serra, da que as mulheres usavam para segurar as bilhas ( já de plástico, azuis ) onde iam à fonte, no fundo vale, buscar água.
(e a electricidade vinha de um gerador que era desligado mt cedo...)
Bom Domingo. Boa semana.