15/02/2008

padaria

Trabalhei desde dos 13 aos 17 na padaria do meu tio. Trabalhava depois da escola e nos fins de semana. Os meu tios e avô foram padeiros em Lisboa antes de emigrarem para os EUA.

Estas fotografias ainda são do passeio ao Alentejo onde paramos na padaria para comprar pão e as costas alentejanas que foram encomendadas na noite anterior. Havera biscoito melhor? Para mim acho que não.

Pedi a receita, mas acho que as costas alentejanas não se faz à partir de um papel. É como fazer "pasta" caseira. Temos de observar aqueles que fazem há muito muito tempo e depois de muitos muitos anos tentar fazer até que saiam como aqueles que por estas noites tem sido o meu jantar. Uma costa partida para dentro de um taça de leite bem quente. (a sair do forno na 4ºa fotografia)

I worked in my uncle´s bakery after school from about 13 to 17 years old. Before emigrating my uncles and grandfather were bakers in Lisbon.

These pictures are still from the Alentejo trip, from a stop at the bakery for bread and the pre- ordered "costas" alentejanas (is there any better biscuit than a costa alentejana)?...Personally, I don´t think so.

I asked for the recipe but I don´t think it is something you can make from a piece of paper. It is like making pasta....you learn by observing first and probably for many years then you make it and hopefully after many many years they become like the ones I crumble into my very hot cup of milk. This has been my dinner the last few nights. (coming out of the oven in the 4th picture)

16 comentários:

mansuetude disse...

ahh.. this looks wonderful. You are so blessed.

one thing to miss about Boston was the Bakeries. The North End, especially... the fresh pasta at Biagie's and the bread at Vincent Drago's. Erincini's (spelled all wrong, surely) at Umberto's ...

my mouth is full of memory. :)

Alix disse...

:-)
Break bread
yeah
and bake cake
yeah
and connect with all history
yeah

saloia disse...

mansuetude...great mouthwatering memories :))

and Alix...someones happy...even singing..its as if you are going away to Afrika or something ;)!

Alix disse...

OMG, like, how did you know :-?

Frances disse...

Mary, what great photographs. And you can't believe how hungry you've just made me. I savor the taste of this stuff and miss it so much. So wonderful to see pictures and remember all of the wonderful tastes...

thank you e bom apetite!!!
beijinhos xoxof.

viajante disse...

Para variar, um comentário em português. Que é um convite para ver os AZULEJOS e a Aldeia SALOIA.
Bom Domingo.

SóSaias disse...

Eu adoro padarias, é das coisas que mais gosto em portugal. Oxalá não acabem.

saloia disse...

frances
you know costas? does anyone in your family make them :))

marta.

especialmente aquelas padarias que cozem o pão a lenha :(

ana margarida disse...

Aposto que comias pão quente todos os dias. Que maravilha!

disse...

Esse pão tem um aspecto....

daniela disse...

hummmm fiquei cheia de fome :)

d e a r disse...

Baked in a reall fire!
nam-nam

Tereclopes disse...

E o cheirínho do pão acabado de sair do forno? é um dos cheiros mais agradáveis que existe.

Uschi disse...

oh the best thing, Mary, as you say: learning by watching and redoing!! And fresh bread is soul-food, too!

Anónimo disse...

Que maravilha... o cheiro a pão quente... o cheiro a lenha... e as costaaaaaas... ahhhhhhh... o regresso à minha infância... os bolos da minha imaginação... adorava comer costas e lagartos na Páscoa no meu Alentejo! Adorei as fotos. Obrigada por esta recordação!

saloia disse...

de nada

fico contente e sortudo/a por ter essas recordações :*