26/03/2007

Artist Unknown

Este fim de semana fomos ao PNSAC (Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros). Conheço pouco esta area e quero ver mais e fazer lá caminhadas. Um sítio ABSOLUTAMENTE maravilhoso!

Levamos merenda e e comemos beira lago no Amarral. A minha amiga, Lena, mostrou-me 2 mantas de retalhos compradas na Feira da Ladra à um senhor que vendia (ainda vende?) as que a esposa produz. Os tecidos sugeriram-me que esta senhora gosta de cornucópias, e tecidos de padrões com animais e também musica. Eu acho que ela tem um bom senso de humor.

I find myself asking all my women acquaintances if they know of anyone with antique, vintage or quilts made by their mothers and grandmothers. I can´t wait to find my first one sewn all by hand. I know it is out there!

6 comentários:

Sandra Pereira disse...

Piquenique, que bom.
Gosto das cores, mas não acho manta por aí além.
Isto agora é a moda dos quilts.
Também gosto, até porque deveria ser reciclagem, mas infelizmente não é na sua maioria.
Beijo e mostra sempre coisas lindas.
Sandra Pereira

ritapinheiro disse...

As mantas são mesmo lindas e as fotos também :)

saloia disse...

ola Rita!

Sandra...moda? Ainda bem! Melhor que eu sabes que é uma arte que existe há seculos e que agora é divulgada numa escala maior com a internet (felizmente)! Nos EUA as raparigas aprendem "quiltar" desde cedo!
Os quilts são peças de arte reciclaveis por si proprios independentemente que sejam feitos com novo ou velhos tecidos. São guardados como obras de arte..acarinhados e admirados pela paciencia e amor com que foram feitas.
E tenho mais para mostrar! :)**
beijos
Mary

beijos

Sandra Pereira disse...

Expliquei-me mal, pois adoro quilt desde que me conheço. Tenho "medo" que seja moda, e o que a define é o "esfumar", e e eu quero que permaneça. que meninos e meninas aprendam.
O reciclar, penso que faz parte da essência do quilt, e mencionei, porque me "aborreceu" ouvir pelo menos e sem exagerar ao longo dos tempos, colegas dizerem: - "Vou comprar um metro de 6 tecidos que vi que combinam optimamente e fazer um quilt.". Nenhuma disse desta forma, mas a essência era essa.
Nada como trapos velhos, roupas velhas, eventualmente cortes que ficam nas caixas das lojas e claro um escolhido porque é perfeito para arrematar.
O meu único pesar é que quem faça quilts, sejam as penas as que comprar tecidos a metro para isso. Bem não sei se me soube explicar bem, sabes que sou fundamentalista no que é de preservar e manter e se pode chamar ou não de artesanato puro. enfim... chata como sempre.
Beijo minha saloia artesã pura e bela como o sol.
Adoro-te.
Sandra Pereira

saloia disse...

...só sei que se tu fizesses um iria ser lindo!

bj
Mary

aurea disse...

Também quero ir á feira da ladra, para comprar uma manta tão bonita.