07/01/2006

Uma Joia

Há pessoas que nos marcam para sempre. A Susie foi uma delas. Colecionadora de bijutaria e vendedora de jóias dos índios Navajos do Arizona, foi uma grande influencia na minha vida.

Ela adorava passar férias mais o Tony, meu tio, no Grand Canyon e era nestas alturas que visitava os "reservations" dos índios e lhes comprava peças que ela também usava e que eu achava tão exótico.

Americana, conheceu o meu tio com 16 anos, casaram tinha 22 e morreu com cancro de mama aos 36. O meu tio morre tragicamente 12 anos mais tarde aos 50. Não tiveram filhos e nós só temos as fotografias e as memórias inesqueciveis deles........ e também as peças de bijutaria da minha tia.

Como tenho quase a idade que ela tinha quando morreu penso e relembro conversas e os tempos que passamos juntas. Lembro-me de uma história que ela me contou que na altura achei maravilhoso.

Uma vez ia de carro ao shopping quando viu à sua frente um homem num carro "chic" a deitar folhas de papel pela janela fora. A minha tia ficou furiosa e decidiu segui-lo até que ele parasse. Ele pára, ela sai e dá-lhe o "descasco" da vida dele. Eu perguntei à minha tia se ela não tinha tido receio e ela respondeu que quanto mais idade tens mais coragem ganhas.

I don´t know why I am sharing this exactly, but since I write so much about my family I know this will mean alot for those back home reading this. One thing is for sure.....Gostava tanto de poder falar com a Susie agora e tê-la junto de mim. A minha vida brilhava mais assim como as suas joias.

10 comentários:

beautiful disse...

estas jóias são lindas! adoro as cores. eram da tua tia?

Ventor disse...

Acredito plenamente que sim, mas recordar é viver e tu acabaste de viver mais um pouco com eles. Se nos custa quando estão já prontos para iniciar essa nova caminhada, muito mais custa quando os vemos partir, tão cedo, correndo! Bjs.

saloia disse...

Sim, Paula, é uma pequena parte da coleção dela.
Obrigado, Ventor pelas teus pensamentos....
bjs

Isabel Teixeira disse...

Essas joias são lindas, as formas e as cores, e reparaste que voltaram a estar na moda.
A história da tua tia e tio é triste e no entanto bela.
Ás vezes essas pequenas histórias que fazem parte da nossa existência e as pessoas que fizeram parte da nossa vida, deixam-nos recordações que nos ajudam a trilhar os nossos caminhos. Beijo da Isabel

MJ disse...

Olá Saloia!
Depois deste tempo de ausencia vou demorar um pouco em actualizar-me e ler todos os vossos post, estou curiosa!
Já tinha saudades vossas!

sonia disse...

mais uma homenagem bonita a um membro da tua familia!

Rodrigues disse...

E eu gostava de ter a minha mãe...

:)

Sandra Pereira disse...

:)*
Sandra

As Musas disse...

As joias são lindas, assim como as recordações e o melhor de tudo, é que tens boas recordações.
Obrigada por partilhares connosco.

Anónimo disse...

Olá. Sabes,acho que a tua tia não morreu... Enquanto te lembrares e falares dela com esse carinho, ela continuará a fazer parte da tua vida.
muitos beijinhos
D