21/09/2005

Linho

Gosto muito de trabalhar com o linho. O cheiro, o som quando estou a corta-lo, o toque que pode ser áspero ou liso...tudo faze-me lembrar a terra ...o campo. Fiquei feliz encontrar esta artesã do Norte ainda a semear a linhaça para colher e depois fazer o linho. Tenho convite para ver pessoalmente a colheita para o princípio do ano. Entretanto uso-o para fazer coisas.

7 comentários:

Sandra Pereira disse...

Obrigada Mary por este teu muito pequeno e singelo mas de alta qualidade contributo de mostrar a algumas pessoas que te visitam o que é realmente artesanato que identifica o trabalho e vida do povo português de tempos imemoriáis e que a esforço e amor ainda perduram(não estou a brincar).
Será que conseguirei acachapar-me a ti e ir ver apanhar linho?
Sandra

Anónimo disse...

She is very cute. How long does it take to make the doll? So talented!! :)

Druida disse...

Como sabes vivo numa Vila, e muitas das vezes ponho-me a pensar:
- Quando estas pessoas de idade desaparecerem, quem nos mantém as raizes e o conhecimento da arte manual?

Anafr disse...

Um passado cada vez mais esquecido mas felizmente ainda vivo e presente nas nossas terras.

Sandra Pereira disse...

Druida, que tal fazeres uma pesquisa?
Sandra

Druida disse...

Já pensei nisso Sandra. Há um senhor que faz vasos com restos de azuleijos partidos na Pampilhosa.
Estou a pensar tirar umas fotos do património histórico da Pampilhosa, há lá uma casa que me deixa sem ar....

.:soplador:. disse...

que hermoso, adoro el lino, suerte la tuya!